terça-feira, 13 de novembro de 2007

Santíssima Trindade


A Trindade é a doutrina acolhida pela maioria das igrejas cristãs que acredita no único Deus subsistente em três pessoas distintas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo. Para os seus defensores, é um dos dogmas centrais da fé cristã sendo considerado um dos mistérios mais difíceis de interpretar e compreender. As denominações cristãs trinitárias consideram-se monoteístas. As outras duas grandes religiões monoteístas, o Judaísmo e o Islamismo, bem como algumas denominações cristãs, não aceitam a doutrina trinitária.
Fundamentos Bíblicos A doutrina trinitária professa que o conceito da existência de um só Deus, onipotente, onisciente e onipresente, revelado em três Pessoas distintas, pode-se depreender de muitos trechos da Bíblia. Um dos exemplos mais referidos é o relato sobre o batismo de Jesus, em que as chamadas "Três Pessoas da Trindade" se fazem presentes, com a descida do Espírito Santo sobre Jesus, sob a forma de uma pomba, e com a voz do Pai Celeste dizendo: "Tu és o meu Filho amado, em ti me comprazo" (Lucas 3:22; Mateus 3:17) e na fórmula tardia, mas canónica, de Mateus 28:19: Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo». Sublinha-se que o termo "Trindade" não se encontra na Bíblia.
Ainda segundo os seguidores desta doutrina, ao longo da Bíblia há todo um conjunto de passagens que revelam quer a divindade, quer a personalidade de cada uma das três pessoas divinas: No que concerne à divindade de Deus-Filho, referem-se, por exemplo, à sua onisciência (Colossenses 2:3), à sua onipotência (Mateus 28:18), à sua omnipresença (Mateus 28:20), ao facto de perdoar os pecados (Marcos 2:5a 7; conferir a afirmação de Isaías 1:18) e ser dador da vida (João 10:28) em íntima unidade - e não igualdade - diferenciada com o Pai: Eu e o Pai somos um» (João 17:21e 22). Contudo, mais do que estas simples passagens isoladas, a afirmação da plena divindade de Jesus - pois a sua personalidade nunca foi seriamente posta em causa - é o resultado da reflexão, na Fé, sobre a sua missão redentora; No que concerne à divindade do Espírito Santo, os seguidores desta doutrina, reportam-se, por exemplo, à sua omnisciência (1 Coríntios 2:10-11), à sua omnipotência (1 Coríntios 12:11), à sua omnipresença (João 14:10) e sobretudo ao facto de ser Espírito "de" verdade (João 16:13) e "de" vida (Romanos 8:2), prerrogativas que, tais como as apresentadas para Deus-Filho, segundo a Bíblia são única e exclusivamente divinas; No que concerne à personalidade do Espírito Santo,a terceira pessoa da Trindade, assunto que foi muito debatido ao longo dos primeiros séculos do cristianismo, é comum referirem-se aos atributos d'Este que, tal como os que no Antigo Testamento são aduzidos para a personalidade do Deus do Antigo Testamento, YHWH - cuja divindade e personalidade nunca foram alvo de críticas substanciadas entre os cristãos -, testemunham o seu caracter pessoal: Ele glorificará Cristo (João 16:14); ensina a comunidade e os fieis (Lucas 12:12), distribui os dons segundo o seu desígnio (1 Coríntios 12:11), fala nas escrituras do Antigo Testamento (Hebreus 3:7; 1 Pedro 1:11-12), é enviado pelo Pai em nome de Jesus aparecendo como distinto de ambos pois não é Cristo sob outra forma de existência, mas seu interprete ou testemunha (João 15:26).
Mas mais importante do que as passagens isoladas é o conjunto que revela-O como Aquele que tem a missão de recordar, universalizar e realizar em cada pessoa a obra de Jesus, o que não ocorre mecanicamente, mas somente onde houver a liberdade do Espírito, dado que «onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade» (2 Coríntios 3:17). Para os cristão trinitários, esta liberdade do Espírito exclui que Este possa ser um princípio impessoal, um meio ou instrumento, mas antes pressupõe a sua independência relativa.

Fonte: wikipedia veja também:
http://santosdaigrejacatolica.com/

8 comentários:

carlos disse...

7Não entendo a doutrina da Santíssima Trindade, principalmente quando leio na Bíblia Sagrada frases como as que encontro na Epístola aos Colossenses, cap. I, versículos 13 até ao 16. Diz lá que Jesus foi criado. Também me causa confusão quando se compara a Santíssima Trindade com a 1.ª Epístola aos Coríntios, cap. XV, versículos 24 até ao 28. Lá diz que Jesus, o Filho, se sujeita ao Pai. Isso confirma o Evangelho de S.João, cap. XIV, versículo 28, em que o Filho afirma que o Pai é superior. Parece-me contraditório.

carlos disse...

Não entendo a doutrina da Santíssima Trindade, principalmente quando leio na Bíblia Sagrada frases como as que encontro na Epístola aos Colossenses, cap. I, versículos 13 até ao 16. Diz lá que Jesus foi criado. Também me causa confusão quando se compara a Santíssima Trindade com a 1.ª Epístola aos Coríntios, cap. XV, versículos 24 até ao 28. Lá diz que Jesus, o Filho, se sujeita ao Pai. Isso confirma o Evangelho de S.João, cap. XIV, versículo 28. Parece-me contraditório.

carlos disse...

Desculpem a duplicação do comentário. Foi sem querer. Obrigado.

assembleiabelem disse...

Conheça uma verdade!!, muito interessante, aprenda mais, aprenda o que esta, por traz de traz

http://www.catolica.assembleiabelem.br22.com/

Maria disse...

Carlos meu querido a paz do Senhor.

Jesus é submisso e obediente a Deus Pai, na função de Filho do Pai, igualmente a Maria sua Mãe Lucas 2,51 isso como homem(lógica do 4° mandamento-Honrar Pai e Mãe) porém, Jesus enquanto Deus tem autoridade. Por exemplo: nas bodas de Caná na Galiléia, Jesus respondeu, replicou Maria como Deus da Vida Dela e ela compreendeu como serva de Deus.

Tem uma coisa que o catolicismo ensina que é até simples quando estudado:
JESUS
DEUS X HOMEM

Jesus é a Nova aliança de Deus com a humanidade. Ele não se cansa de tentar nos salvar. Fez o Éden..Adão e Eva jogaram no lixo rs, Deus chutou eles pra terra fora do Paraiso..poderia te-los destruidos não podia? Mas deu-lhes a oportunidade de viver..no Diluvio, Deus aliviou pra Noé e sua familia, porque foram os unicos que se voltaram para Ele. Só não se salvaram mais pessoas porque elas não quiseram..
Ao longo da bíblia você vê esse amor de Deus..

Maria disse...

Deus mais uma vez tentando facilitar pros homens, mando Jesus como homem para que os homens vissem que não era impossivel ser santo. Jesus era homem e não pecou!! Tá entendendo? Deus poderia ter mandado Jesus como um super herói, com super poderes, raio nos olhos, nave invissivel..rss Mais por que não fez assim? Porque Jesus é um exemplo a ser seguido, não uma coisa inalcansavel...

A bíblia não é contraditória, basta apenas você estuda-la arduamente com professores dessentes. É muito dificl pra cegos ensinar outros cegos!! srsr

E veja como faz ainda mais sentido:
Jesus(que você já entendeu que é Deus enquanto essencia, divindade e não como forma humana- filho) prometeu no ultimo capitulo e versiculo de Mateus estar conosco até o fim dos tempos, certo?

Se você não acredita na Santissima Trindade acaba, automaticamente dizendo que Jesus é mentiroso!!
Por quê?
Ele não subiu aos céus? Então Ele nos deixou!! É bem visivel isso não?!
Porém, quando você aceita a Santissima Trindade isso se explica..
Em atos dos apóstolos Deus enviou o Espírito Santo sobre os apóstolos e Maria que estavam reunidos no Cenáculo. Leia mais adiante em Atos 2,16-18 já dá para entender.

18- E naqueles dias, derramarei O MEU ESPÍRITO também sobre meus servos e servas, e eles profetizarão.

O Espírito Santo de Deus é Deus!! Saiu Dele, como pode ser menos do que Ele é??

Voltamos ao começo:
Deus
Pai x Filho x Espírito Santo

Deus é um só! Porém se revala aos humanos em três pessoas, para que possamos o compreender melhor. nós humanos automaticamente quando falamos Deus Pai, por exemplo, assemelhamos a figura masculina, certo? Poque somos humanos!! Para nós existe homem ou mulher!! Porém Deus não é humano, por tanto não tem sexo!! rsrs vê o que estou tentando te explicar

Maria disse...

Deus quando aparece na figura de CRIADOR é para que possamos compreender que Ele criou o mundo e tudo o que existe.
Quando aparece na figura de HOMEM que é JESUS, é para que possamos compreender que nós mesmo não tendo super-poderes podemos chegar a Santidade.
E quando aparece na figura do ESPÍRITO, é para que possamos compreender que Jesus não nos abandonou, mas continua agindo em nós e por nós.

Agora bem explicadinho, parte por parte, ficou mais facil? Ao menos, um pouco mais lógico?

Espero ter colaborado para o seu entendimento. Abraço Maria

MCZ®MARCELO disse...

Realmente, uma explicação muito boa, sintética e objetiva, ate para mim que tinha uma boa ideia sobre a Unidade da Trindade. Parabéns!!! Pelo nome da pessoa, Maria, poderia dizer que seria a propria Mãe dizendo a nos a respeito deste Deus tão amoroso.